Como um sistema ERP ajuda a garantir a rastreabilidade de produto

rastreabilidade de produto

Você sabia que garantir a rastreabilidade de produtos é um dos requisitos básicos para se tornar fornecedor da cadeia de diversos segmentos? Para conseguir um contrato com uma montadora por exemplo, sua empresa deve possuir processos e ferramentas, certificadas pela ISO-TS (AITF 16949), norma que exige a rastreabilidade total dos produtos. Inclusive os sistemas internos da empresa. 

No entanto, essa tarefa não é simples. Controlar os processos e garantir que todas as informações sejam registradas e vinculadas é um desafio para as indústrias. Quando o volume de dados aumenta, também cresce a complexidade das informações registradas, e uma única falha em qualquer processo compromete toda a sua rastreabilidade.

É comum que essas falhas sejam detectadas apenas durante um processo de auditoria, ou pior, durante uma análise de falha, onde é preciso fazer a rastreabilidade da origem do produto. Nessas e em outras situações, o sistema ERP é um grande aliado!

Veja neste vídeo como fazer a rastreabilidade de um produto no Q4-ERP:

5 maneiras que um sistema ERP ajuda a garantir a rastreabilidade de produto

1. Automatizando o processo de recebimento

As primeiras falhas na rastreabilidade normalmente acontecem já no Recebimento. Essas falhas podem ser tanto um erro de digitação da nota fiscal, quanto na identificação dos produtos recebidos. Não importa qual, o erro vai afetar todos os outros processos.

Ao utilizar um sistema ERP para a rastreabilidade, a automatização do processo de recebimento se dá através da utilização do ASN (Aviso de Embarque) e pela importação do XML da nota fiscal emitida pelo fornecedor. Além da confiabilidade nas informações, essa rotina ainda reduz o tempo de processamento das informações e a quantidade de recursos humanos necessários.

Além disso, é possível implementar a geração de etiquetas de identificação que são geradas automaticamente pelo software no momento do recebimento. Desta forma, os materiais são armazenados com as informações de número de lote. Posteriormente, a etiqueta poderá ser utilizada para escanear o códigos de barras e registrar a movimentação do material para utilização em uma Ordem de Produção;

2. Controlando os lotes de material

Todas as movimentações de um componente ou matéria-prima dentro de uma fábrica precisam ser registradas. O controle dessas movimentações devem ser feitos através do número de lote, que faz vínculo entre o material comprado e o material produzido para gerar a rastreabilidade de produto.

Fazer esse controle de forma manual pode ser impossível, mas com o auxílio de um sistema de rastreabilidade torna-se simples e fácil. O software cria um número de lote para cada componente ou matéria-prima comprado e para os itens produzidos. Dessa forma, com poucos cliques você consegue saber quais lotes foram utilizados para produzir um item, ou ao contrário, em quais itens determinado lote foi utilizado.

Se estiver tudo bem parametrizado, as amarrações são feitas pelo sistema, sem a necessidade de interferência manual, o que garante a confiabilidade das informações.

3. Armazenando os registros de produção

Uma dos processos essenciais para a rastreabilidade é o apontamento de produção. Esse registro determina a data, máquina, operador, processo de fabricação e os materiais utilizados para a produção de um produto acabado. Em caso de falhas, essas informações são importantes para análise de causa raiz. Já falamos anteriormente sobre esse assunto, clique aqui para se aprofundar.

O ERP registra todos os dados em sua base de dados separados pela “Ordem de Produção”, tornando o processo de busca da informação mais rápido independente da quantidade de dados. Além disso, garante que nenhuma dessas informações deixem de ser registradas por esquecimento ou qualquer outro motivo uma vez que para dar andamento ao processo é necessário fazer determinados apontamentos.

4. Integrando todos os dados

Para garantir a rastreabilidade é indispensável que todas as etapas sejam registradas e as informações integradas. Caso contrário, em uma eventualidade será praticamente impossível rastrear a origem do material. Utilizando um sistema para rastreabilidade os processos são integrados naturalmente pois as informações seguem um fluxo.

Como um ERP, as pessoas não precisam criar controles ou alimentar o sistema com informações extras. Nele as atividades principais como receber nota fiscal, apontar a produção e controlar o estoque são feitas todas diretos no software.

5. Disponibilizando informação de forma rápida e confiável

Registrar as movimentações, lotes e os apontamentos de produção é ideal mas não o suficiente. Além de registrar todas informações, é importante que elas sejam facilmente consultadas. A gestão não pode demorar dias para identificar a origem de um produto.

Ao informar o número da nota fiscal do seu fornecedor no ERP é possível saber onde foram utilizados aquele lotes de material, ou pela nota fiscal de venda você pode rastrear quais itens foram consumidos naquele produto. Tudo isso em poucos minutos.

Conclusão

As falhas que podem comprometer a rastreabilidade de produto na sua indústria são muitas. Ter um sistema ERP para fazer a rastreabilidade além de garantir que nenhuma etapa seja esquecida, ainda automatiza atividades que antes precisava de uma pessoa responsável e disponibiliza todos os dados em questão de segundos, se necessário para uma auditoria ou na análise da causa raiz.

Se você está buscando garantir a rastreabilidade na sua indústria para se qualificar como fornecedor automotivo ou se o seu sistema atual não atende o nível de exigência do seu cliente e consequentemente esse processo é feito por fora em planilhas conheça o Q4-ERP Industrial.

Com o Q4 você consegue garantir a rastreabilidade completa da produção de forma segura, confiável e simples. Solicite uma apresentação da solução personalizada para conhecer todos os recursos e descobrir como garantir a rastreabilidade na sua indústria.

 

About The Author

Equipe de Conteúdo QS

Nossos conteúdos são produzidos por especialistas nas diversas áreas da Indústria. A QS está em constante busca por informações e atualizações sobre tecnologia e Gestão Industrial, com o objetivo de trazer a melhor informação para os clientes.

Adicionar comentário

*

code

*Preencha todos os campos corretamente

Veja também outros artigos recentes

atraso de entrega
25/02/2021
Hoje, o mercado em geral e especialmente a cadeia automotiva não toleram mais o atraso de entrega. Por isso, costumamos dizer que o novo lema é: entregue no prazo ou...
capacidade produtiva
15/12/2020
Você sabe qual é a capacidade produtiva da sua indústria? Essa informação pode ser o que falta para a sua empresa aumentar a produtividade, reduzir os custos e melhorar o...
implantar apontamento de produção
24/11/2020
O apontamento de produção indica em qual etapa do processo de produção determinado produto se encontra, mas além disso ele é crucial para uma boa gestão de estoque, gestão de...